Power One Piece
Bem-vindo!
Bem-vindo!

Seja muito bem-vindo ao fórum de RPG voltado para o mundo de One Piece! Aqui você pode criar seu personagem e aventurar-se pelas ilhas, interagir com outros jogadores e mais!
Últimos assuntos
» Recomeçando, Vagas e Ideias Gerais!
Sex 06 Jan 2017, 3:16 am por Sakoto

» Apresentação de Minha Pessoa
Seg 15 Jun 2015, 1:59 pm por Sakoto

» Ahoy amigos!!!!
Sex 26 Dez 2014, 9:17 am por Sakoto

» Urgente para quem ainda estiver vivo!!!!
Qui 17 Jul 2014, 11:07 pm por macazeus

» Um dia especial
Qui 29 Maio 2014, 8:48 pm por Zaraki

» Sobre o Evento
Sab 17 Maio 2014, 7:41 pm por Hizumy

» Ausência!
Dom 11 Maio 2014, 10:10 pm por macazeus

» [01] Trabalho, espadas e amizade!
Sab 10 Maio 2014, 1:44 pm por Hizumy

» Apresentação Kira
Sex 09 Maio 2014, 8:52 pm por Red D. Bloody

» [Aventura] Primeiros passos rumo ao topo.
Dom 04 Maio 2014, 9:15 pm por Pedro L. Panigassi

Vagas
!Vagas!
1/5
Facebook do POP!
!O Facebook oficial do P.O.P!

Esperamos que visite a nossa página e nos acompanhe diariamente! Além disso, queremos a sua ajuda para espalhar o nosso fórum pelo mundo digital através das redes sociais! Visite a nossa página do "face": Power One Piece RPG!
Parcerias
!Parcerias!

VC Yaoi

[Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Ir em baixo

[Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Sex 19 Abr 2013, 11:43 pm



Aqui ficarão todos os treinos de habilidades e técnicas do usuário Nico, ora treinando o poder de seu fruto e ora aprendendo técnicas. O tópico também será utilizado para que seus NPCs aprendam técnicas individuais. ''O Barato é loko galera, é nóis que tá''.


-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Sab 27 Abr 2013, 1:19 am




O primeiro capítulo da Saga.
Inimigos everywhere!
Nico é um revolucionário com muitos contatos espalhados pelo mundo, justamente por ter sido residente de uma das ilhas mais frequentada da Grand Line, informações ocultadas até nos cantos mais perigosos de algumas vilas e ilhas menores, e ultimamente, ele veio lembrando sobre alguém que constantemente observava-o em seus treinos, diferente, este possuía uma aura estranha. Alguns poucos dias se passaram desde que saíram da maldita ilha desértica, o leito do sol, ou vulgarmente conhecida como Alabasta. Finalmente ele e Hiruzen estavam recuperados dos ferimentos do inesperado confronto contra os caçadores de recompensa e autoridade local, recuperados do fracasso na mansão acima de tudo. Tentou combinar um salto com a leveza proporcionada pela Fuwa Fuwa e mal pode distinguir se estava saltando ou flutuando quando agarrou num tronco, ou seria um galho?, da árvore mais próxima. — Eu vou marcar alguns pontos por ai, seria ruim se nos perdêssemos. — E assim foi-se mata à dentro o menino escravol, Hiruzen. O fiel escudeiro havia despido suas vestes que cobriam o dorso, por ter servido a marinha em tempos remotos possuía porte físico exemplar, digno de um lutador. O calor parecia não vacilar, muito pelo contrário, intensificava-se cada vez mais. E de cima daquela enorme árvore Nico constatava ''o quê'' era aquela ilha.
Little Garden. Uma ilha pré-histórica situada na 4ª rota do imenso e gigante mar da Grand Line. Ao contrário de seu nome, não existe nada de pequeno nesse jardim. Tudo o que compõe a segunda ilha da 4ª rota da Grand Line são exageradamente grandes. O vulcão da ilha entrava constantemente em erupção. O clima nesta ilha é totalmente bestial, desprezando todos os seres vivos que vivem neste território. Vários animais pré-históricos habitam esta ilha. A sobrevivência era o prêmio a serem conferidos somente para aqueles considerados os mais aptos, ou seja, a lei que a natureza dita nesta ilha da Grand Line é a do mais forte e previa o auge em que chegaria com os treinos submetendo-se à uma regra tão rígida.
Caminhou por alguns longos minutos, uns tremores balançaram os galhos, sacudiram a terra. Os animais, coitados, correram como se não houvesse o amanhã. A vozinha abafada de Dona Marocas não foi suficiente para entalhar o espanto diante da criatura. — Bron... Bro-... BRONTOSSAURO! — Exclamou numa área tão grande quanto um coliseu. Os brontossauros, animais dos maiores que já existiram, medindo cerca de quarenta (40) metros de comprimento, viviam em regime alimentar herbívoro e provavelmente vida semi-aquática, um desses monstros erguiam-se frente ao protagonista de cabelos escuros, encarando-o como uma mera formiga.
Nico não resistiu a tentação e voou o mais alto que pode, o suficiente para ficar cara-a-cara com o réptil, ali em cima era difícil manter-se estável. O brontossauro não manteve-se passivo como o revolucionário pensaria e atacou-o com uma espécie de cabeçada. — Muito lento Senhor... — ''chutou'' o ar gesticulando para que o corpo move-se rapidamente para a esquerda, o golpe do bicho passara reto, no entanto pressão exercida no ar atirou o inocente arqueólogo para longe, muito longe. Chocou-se louco mesmo contra árvores e mais árvores, apesar de ferido, levantou-se cheio de si e correu até o campo de batalha, novamente interrompendo a atividade fotossintética do senhor brontossauro. Brevemente apoiou as mãos no chão e ergueu as de forma brusca, disparou diversos e alguns até mesmo grandes blocos de pedra contra o oponente, veio a feri-lo, e junto dos machucados a ira. O dinossauro bateu as patas num ritmo frenético, e se não fosse o cruzar ligeiro do imediato Hiruzen no campo de batalha, Nico estaria esmagado. Distanciaram-se e saíram do alcance da enfurecida criatura. — Obrigado Hiruzen. Ele deveria ser consumidor secundário no biótopo da cadeia alimentar desta ilha... E se um animal pré-histórico como ele é secundário, tenha certeza que seja lá qual for o primário, não é humano. —


A medida que iam andando pela floresta, marcando pontos e abrindo grutas com as habilidades de Nico para esconder-se de outros predadores assustadores, algo os seguiam apenas na contenção, nos arredores, evitando que qualquer um avançasse em direção aos dois amantes de glórias e justiças, queria testar suas novas habilidades e também ver como se saía o imediato, um de seus primeiros aliados, e antigo ex-soldado do azul e branco, que ironicamente está aliando-se ao ex-inimigo. Depois de algumas horas de caminhada, eles finalmente chegavam em um vilarejo, ambos com os corpos cobertos por uma manto negro e capuz, apesar do peitoral de Hiruzen ainda desconfortavelmente estar nu, seus olhos focavam a entrada, haviam alguns guardas armados com lanças longas. —Se... Sem.. Semi-gigantes...— Sussurrou o lutador.

Nico balançou a cabeça positivamente, e logo Hiruzen puxou um par de tonfas da lateral de sua calça, rodopiando-as, com uma espécie de meia lua. ''Plan, plan, plan, plan'' ouviu-se no silencio da selva, há rumores de que a floresta não ousa fazer estrépito algum quando um predador encontra-se na mesma, e era isso que ocorria. Somente aquele ''plan, plan, plan, plan, plan'' seguido por fortes pisadas. Os guardas enormes entreolharam-se assustados e assumiram uma postura ereta e liberaram a entrada de uma caverna. — Scarlet, leve os pacientes para a U.T.I. — Ponderou uma voz rouca, desgastada pelo tempo e quando os revolucionários deram-se conta de onde esta vinha, um gorila gigante, vermelho ou rosa, não sabiam ao certo, acertou-lhes um golpe delicado na nuca e não mais que isso foi o suficiente para nocauteá-los.

— O fraco acordou. — – Comentou o primata, erguendo a mão direita para o alto, e ao mesmo tempo, Nico se levantava da maca um pouco atordoado e abria lentamente os olhos, devorando a luz ambiente com a pupila dilatada, então perambulava o local afim de reconhecê-lo em direção do homem, que estava à cerca 20 metros e a distância o fazia pensar: uma sala ou um pátio? Diante da entrada, Nico girou o corpo e elaborava um corte na diagonal, da esquerda para a direita, o animal carmesim saltava desviando da espada feita de pedra que voara para atingi-lo, mas sentia algo estranho naquela espada, algo que ele ainda não poderia identificar, e sem poder pensar muito nisto, ele já tinha que se esquivar novamente dos estilhaços os quais o usuário da fruta demoníaca fizera a ''lâmina''. Talvez fosse a primeira vez que conseguira criar uma forma tão idêntica com materiais além da água. ''Plan, plan, plan, plan, plan'' o maldito barulho tornou a ecoar na enfurecida e nem tão racional cabeça. Olhou para todos os cantos atônito, almejando vingança por ter sido derrotado tão facilmente por um mero palhaço, única coisa que conseguiu reconhecer na entrada da caverna, e pelo paradeiro de seu leal companheiro ser incerto. — Onde está você?! — O som estranhamente hilário parou. Do teto, a voz que insistia em repugnar a própria existência exclamou: — Você me reconhece como um palhaço, mas não passa de um malabarista que ''avua''. Seu amigo será usado como experiência em meu laboratório até que cumpra com todas minhas exigências, Sir Baelish. — Aquelas palavras foram suficientes para desatar o nó do discernimento de Nico, que ignorou a diferença absurda de poderes, um abismo, entre ele e o Dr. Palhaço, e sem mais nem menos do que do tamanho de um semi-gigante, atirou um perfeito punho revestido com detalhes semelhantes a uma luva, feito com o solo rochoso à uma velocidade incrível rumo ao ''inimigo''.



To be continue...

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Pedro L. Panigassi em Ter 30 Abr 2013, 9:48 pm

Aprovado. Aumento grande em termos de habilidades.

Spoiler:
OFF: Pelo que eu entendi, assim que é a avaliação. Como enfrentou inimigos extremamente poderosos, além de ter uma narração estupenda, considerei que o aumente de habilidades foi grande.

@Nikyo Diz:

Olha, meus comentários sobre o treino acima farei em OFF, para que não haja brigas. Resumindo: Não gostei, nem um pouquinho.

Quanto em questão de habilidades, minha opinião é que as eleve medianamente. Pedro avaliou pelo tamanho e pelas palavras boas. Mas lendo bem, como eu acabara de fazer, há vááários erros. (ATIVIDADE FOTOSSINTÉTICA DO BRONTOSSAURO!?!?!?!??!!?!?!?!?!??!!)

Enfim, proponho uma elevação comum.

-----------------------------------------------------------


"Niguém baterá tão forte quanto a vida. Porém, não se trata de quão forte pode bater, se trata de quão forte pode ser atingido e continuar seguindo em frente. É assim que a vitória é conquistada."

-Rocky Balboa
avatar
Pedro L. Panigassi
Civil

Mensagens : 705
Pontos : 847
Reputação : 4
Data de nascimento : 31/08/1999
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Sex 03 Maio 2013, 10:35 pm




O segundo capítulo da Saga.


Ilha: Little Garden
O que está treinando: Habilidades da Akuma no Mi de Nico e aprendizado de técnicas únicas para o NPC Hiruzen.

O final da batalha contra o Doutor veio a ser lamentável. Nico imprudentemente o atacara, desconhecendo suas habilidades, desconhecendo quem era. E a carência do juízo rendeu-lhe um espancamento, cortesia do gorila escarlate com pouco mais de três metros, e algumas queimaduras graves em todo o corpo, fruto do armamento do médico. A caverna tratava-se de um amplo laboratório emergido abaixo da ilha, o qual fora batizado como "Jardim Dourado". Diversas espécies de animais, fetos mortos, bactérias novas, foram criados ali pela incrível competência do palhaço. Nico mais uma vez encontrou-se diante do fracasso, deitado numa cama de hospital, ligado à bolsas de soro e aparelhos. Uma faixa branca envolvia sua testa e outras algumas partes do corpo: boa extensão da perna mergulhada em cicatrizes causadas por incineração e o peitoral quase inteiro. "Plan, plan, plan, plan" um súbito frio percorreu-lhe a espinha ao ouvir o cômico barulho do caminhar inimigo. — Está mais calmo Nico? Acho que agora podemos conversar... — puxou uma cadeira e sentou-se ao lado do rapaz. O Doutor tinha a face pálida, rosto razoavelmente maquiado em tons azuis e não mais que envelhecida, era magro e alto, sinais de marcas de expressões eram nulos apesar da idade avançada. — Me deixa em paz, só quero sair daqui com meu companheiro... — Alegou desviando o olhar para um canto qualquer no quarto. Grunhiu exasperadamente quando deu-se conta da mão gélida que agarrara-lhe o pescoço, brusca e de cunho malévolo. — Você vai me ouvir. Me incomoda ver um pirralho malabarista fazendo mal uso das habilidades de um dos grandes homens da minha era. Seu amigo também não é lá digno de protegê-lo. Não ainda... — Não importava como olhasse para ele, era medonho. Despia toda a coragem da qual sempre orgulhou-se e a transformava em mera afronta. — ... Você conhece o antigo usuário da Fuwa Fuwa no Mi?! — indagou boquiaberto. Conversaram por longas horas, sobre o "Leão Dourado" Shiki, seus maravilhosos feitos, desde erguer ilhas aos céus até liderar a maior armada de navios piratas já existente. O longo diálogo durou mais do que pretendiam e um pouco de confiança entre ambos fora negociado. Descobriu que o nome verdadeiro do químico era Rauji, e fora um grande pirata na Era do Roger. Mas nunca fora do seu feito envolver-se em batalhas, apreciava a dominação de informações e graças a isso chegou tão longe com a estadia nos prazeres carnais.
Algumas semanas depois, o corpo de Nico estava completamente recuperado, apesar das cicatrizes, e agora já perambulava pelo laboratório sem qualquer vigia. Não iria fugir, afinal, precisava treinar seus poderes ao extremo e no momento era para onde dirigia-se em seu passo tropego. Chegou à uma área completamente vazia, tão espaçosa quanto uma arena, o solo era feito de algo como quartzo bruto e em alguns cantos via-se poças fundas e enormes de água. No centro, seus tutores. O gorila e o médico. — Comece erguendo uma plataforma abaixo do Konco (O gorila)... — Ordenou o Doutor, e assim o fez. Ou tentou fazer. O animal pesava cerca de duas toneladas e capaz de erguer duas vezes mais o peso. O primata liderou a gargalhada que ecoou pelo ambiente. — Quando conseguir, avise-me. Estarei aprimorando teu fiel imediato. — Assim que Rauji saiu do recinto, começou: Tentou erguer mais uma vez uma plataforma, porém suas forças o abandonaram como o intangível, mais uma vez o animal riu. Demasiadamente exaltado, Nico movera a mão bruscamente para cima, e no efêmero momento de raiva conseguira emergir do quartzo uma coluna com pouco mais de meio metro, instável, não tardou para que arriasse. Duas toneladas era mais peso do que jamais tentara erguer. Pousou delicadamente ambas as mãos sobre o branco piso, costumava ter mais facilidade para manusear a terra em contato constante com esta, subiu o pilar à um metro e meio e não desistiu, ao invés de tentar levitar o bloco, estava mantendo-o fixo, apenas fazendo com que a parte inferior agregasse-se ao moldar e o pressionasse para cima cada vez mais. O suor escorria a face, algumas das faixas ainda em seu corpo encharcavam-se, e no calor do momento ergueu subitamente os braços para os céus e levitou enquanto o fazia. Com isto, foi o suficiente para prensar o macaco contra o teto e ao mesmo tempo, nocautear-se à si mesmo com o cansaço.

Hiruzen

Em algum canto da ilha, em meio a selvageria da mata, submetido ao escaldante calor e aos cruéis perigos, estava o imediato. O dorso nu, trajando uma calça de paciente hospitalar. Os músculos forçados ao máximo, veias saltando, para parar uma mordida de um Velociraptor, agarrando-lhe o pescoço. — Você está indo bem. Me impressiona estar sobrevivendo todas essas semanas sem possuir nenhum estilo de luta próprio, faço questão de dar-lhe um, mas antes... Terá de fazer o que lhe foi pedido Rapaz. — Não deu trela para o tagarelar do Doutor. Usou de todas suas forças para deitar ao chão o animal, e no ato quebrará o pescoço do dinossauro. Uma pequena trupe de pequenas serpentes venenosas, estranhamente portando três presas cada, abocanharam-lhe os membros. Urrou por conta da dor, mas quanto ao veneno nem mesmo degustara da fragrância letal em teu sangue. — Uma pessoa normal adquire anticorpos conforme sofre determinadas situações, e com exceção de vacinas, talvez obtenham cerca de meia duzia no máximo. Eu injetei quinhentos (500) anticorpos no seu corpo, seu sangue é completamente imune à qualquer veneno. Eu sou realmente um gênio! — Sua mão sibilou em tom púrpuro, tonalidade completamente estranha, mas de qualquer forma cobriu-lhe quase todo o braço e parte do ante-braço, isto é, em todos os cantos onde os dentes perfurara-lhe a carne. Os répteis afastaram-se, expeliram da garganta uma grosa camada de veneno e em alguns guinchos, caíram mortas. Esboçou ao palhaço um sorriso tão regozijante como um poema capaz de comover a alma. — Obrigado pela ajuda, graças à você me tornei um pouco mais forte.— Um homem alto e esguio surgiu do interior da floresta, atrapalhando-se nos próprios passos caiu, mas não tardou para que retomasse a compostura. Aparentava ser um cirurgião, entretanto já era sabido pelo imediato que todos os vassalos de Índigo possuíam algum dote medicinal. — Doutor! Doutor! O garoto conseguiu erguer o senhor Konco, e precisamos da sua ajuda para tirá-lo do teto. — Soara estranho, mas era a mais pura verdade. Quando o tutor e Hiruzen cruzaram a sala de treinamento depararam-se com um pilar alto como uma torre medieval feito de quartzo do piso e no topo, prensado contra o topo, Scarlet - O Gorila, nocauteado, em frente estava Nico: completamente dopado pelo cansaço de erguer algo tão pesado quanto o primata e ainda mais de um tamanho tão amplo como a pilastra. —Melhor tirarem esta semana para descansar. Retomamos o treinamento na próxima. —


Última edição por Nico em Sab 04 Maio 2013, 11:20 am, editado 1 vez(es)

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Thomas N. em Sab 04 Maio 2013, 9:34 am

Here we go! /o/

Gostei muito do treino, elaborado e como de costume muito bem escrito. Todavia, há seus erros e estes devem ser ressaltados.

  • O primeiro é de cara o mais descarado. Não se narra, definitivamente, seres do anime. Pensei que já soubesse disto. Fosse assim, eu iria treinar com o Zoro e o Mihawk, sei lá, só para aprender a cortar ilhas.
  • No caso do Hiruzen, eu pensei bastante. Pensei como o faria caso o treino fosse de qualquer user, e a conclusão foi de que: Não, ele não obterá esta característica sanguínea. Motivos: Se assemelha MUITO com certa habilidade de Akuma no Mi, e é algo MUITO forte para alguém Ranking D. Se fosse de classificação mais elevada, até ponderaria.
  • Assim como o outro treino, não teve lá muita "ação". Digo, teve seus ápices em termos de feitos, mas como Nico ergueu tudo aquilo? Como foi a batalha dele contra o doutor? Seria simples demais jogar um desafio e mudar a cena, e quando esta voltar o personagem já ter realizado-a. Entende?


Mas o pior foi o Dr. Indigo. Mude o nome e etc, pois até então estará reprovado. O Hiruzen pode levar imunidade à envenenamento com o treino, mas seu sangue definitivamente não é tóxico. E por fins do Nico, este ganhará (quando a primeira questão for editada) uma elevação ainda maior de suas habilidades, como poder elevar e moldar coisas do tamanho do Gorila e o Doutor juntos, como exemplo.

Mas de resto, como eu disse, o post está digno do senhor. >:
avatar
Thomas N.
Civil

Mensagens : 1323
Pontos : 1568
Reputação : 27
Data de nascimento : 05/09/1997
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 20
Localização : Jaya - Grand Line

http://mafagafoamarelo.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Sab 04 Maio 2013, 10:23 am



Sim senhor, senhor. Pode deixar, mas revisando, terei de corrigir:

  • Alterar os nomes e denominações para os antagonistas, alterando-os para NPCs quaisquer tenho uma dúvida: Eu poderia simplesmente dizer que ele era velho o suficiente para vivenciar a época do Shiki ao citar da Fuwa Fuwa?
  • Tudo bem, ele tendo imunidade à veneno já é algo. Mas tenho uma dúvida quanto à isto, também: Er... Em treinos futuros caso haja coerência na narração e explicação dos fatos, poderia eu, "ensinar-lhe" a usar o "Chemical Juggling"? (Habilidade do Índigo no anime, porém, ele ainda podia nadar, o que leva a crer que os poderes só podem ter sido adquiridos por meio de alguma química injetada em si como dizem as Wikis oficiais. :<)
  • E por fim, devo mudar os cutscenes colossais que cortavam a parte fundamental do treino e realmente narrar como as habilidades foram desenvolvidas? C:

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Thomas N. em Sab 04 Maio 2013, 10:26 am

Nico escreveu:


Sim senhor, senhor. Pode deixar, mas revisando, terei de corrigir:

  • Alterar os nomes e denominações para os antagonistas, alterando-os para NPCs quaisquer tenho uma dúvida: Eu poderia simplesmente dizer que ele era velho o suficiente para vivenciar a época do Shiki ao citar da Fuwa Fuwa?
  • Tudo bem, ele tendo imunidade à veneno já é algo. Mas tenho uma dúvida quanto à isto, também: Er... Em treinos futuros caso haja coerência na narração e explicação dos fatos, poderia eu, "ensinar-lhe" a usar o "Chemical Juggling"? (Habilidade do Índigo no anime, porém, ele ainda podia nadar, o que leva a crer que os poderes só podem ter sido adquiridos por meio de alguma química injetada em si como dizem as Wikis oficiais. :<)
  • E por fim, devo mudar os cutscenes colossais que cortavam a parte fundamental do treino e realmente narrar como as habilidades foram desenvolvidas? C:

  • Pode. (:
  • Ai traz a questão de técnicas do Anime, do qual já falamos não poderem ser feitas, lembra?
  • Seria bom. >:
avatar
Thomas N.
Civil

Mensagens : 1323
Pontos : 1568
Reputação : 27
Data de nascimento : 05/09/1997
Data de inscrição : 26/04/2012
Idade : 20
Localização : Jaya - Grand Line

http://mafagafoamarelo.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Sab 04 Maio 2013, 11:20 am



Editado. c:

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Seg 06 Maio 2013, 12:11 am




O terceiro capítulo da saga!

Ilha: Little Garden.
O que está treinando: Desenvolvimento dos poderes da Akuma no Mi de Nico e aprendizado de habilidades para o NPC - Hiruzen.

A garota piscou. Uma piscada forte, desajeitada, forçando as pálpebras ao máximo. Sua face parecia mais uma careta do que um cumprimento. Ela se olhava no espelho enquanto treinava, uma bela vidraçaria de corpo inteiro, com bordas brilhantes, que mostravam o reflexo de uma bela face esbranquiçada, e cabelos castanho-avermelhados, parecidos com o dos gêmeos, e curvas dignas. Atrás dela aparecia uma velha senhora e Nico, usando um belo vestido e o rapaz um terno preto, com poucas rugas mas o cabelo branco denunciava a idade. — Non, non, non! — a senhora reprovou a face que a garota fez — A piscada deve essere luce, mas sua faccia se assemelha mais a de um monstro! — Tornou a adverti-la. — Poderia falar menos em seu idioma e mais o meu, por favor? — Tentou questioná-la num tom prepotente, como quem sente-se isento de hierarquias. — Olhe a educazione! — repreendeu-a novamente. A rapariga era astuta, franziu o cenho junto do cerrar no olhar e dotada da metafísica necessária para vencer a discussão contra a sacerdotisa: — Por obséquio, poderia dialogar em um dialeto mais compreensível para vossa protegida? — A felicidade foi tanta que a mulher gritara algo como: "Isso sim são gesti de uma Beltza". A garota suspirou. Mal aliviou um pouco, a senhora foi corrigir sua postura. A Beltza estava ficando cansada das aulas de etiqueta. Poderia até ser uma nobre, mas já tinha idade o suficiente para saber que não adiantaria de nada: tudo iria para o irmão, quando completasse quatorze anos. A senhora se ausentou da sala e fechou a porte deixando enfim o revolucionário e a dama sozinhos. Até então o jovem permaneceu-se calado, observando tudo e aguardando num canto qualquer do quarto. Então a menina levantou-se rapidamente do banco onde estava sentada, de frente ao espelho, e se jogou em sua cama, localizada pouco mais atrás. O choro acordou e instigou-lhe um senso paterno, apesar de ambos terem idades idênticas, que dormia tranquilamente ao seu encalço passado. Ele deu leves e delicados passos, e foi consolá-la. — Você não precisa passar por tudo isso. — Argumentou — Faça o que quiser, seja livre Cat. E por isso eu lhe pergunto, é capaz de convencer Rauji, seu pai, a transplantar o pulmão de dragão para o meu imediato? — Sussurrou aos ouvidos de Catherine, no mais eloquente e sedutor tom que conseguira, e parando com o choro, e puxando-lhe pela nuca com ambos os braços, esta assentiu. — Tudo bem, eu vou tentar. —

•••


Estavam deitados, descansando calmamente, Nico quase dormia, cansado mas não podia render-se ao sono num momento como aquele. Pois precisava regressar ao habitual treinamento da Fuwa Fuwa, falando nisso, dá-lhe poderes que vieram à calhar. A cama flutuava junto de algumas vestes e lençóis, foi cuidadoso suficiente para colocá-la novamente ao chão junto de Catherine sem que esta acordasse. E fora um sucesso. A jovem dormia com um sorriso angelical estampado no belo rosto. A cena fez com que lembrasse de uma menina que cruzara seu caminho em Alabasta, cabelos azulados, determinada. Mas o acaso judiou da parceria dos dois. Saiu do quarto às pressas e rumou para o pátio de quartzo bruto onde treinava. — Achei que não viria. Hoje, infelizmente, não irei supervisioná-lo, faça o que quiser. Eu tenho uma cirurgia para fazer... — Anunciou Rauji, fitando dos pés à cabeça o revolucionário, desprezando-o com o olhar. Não era para menos, afinal é a filha dele... É. — Não falto aos compromissos... — O tutor saiu do setor à passos pesados e largos. O treino hoje ficaria por conta, então começou de forma simplória. Surdiu quatro porções do solo, e as moldou magistralmente no formato de humanos, e as colocou para andar. Estátuas "vivas" caminhando, logo depois correndo e fazendo ações extremistas após algumas horas, como por exemplo saltar longas distâncias e lutar entre si. Uma ideia louca veio-lhe à cabeça. Agregou mais quartzo até que ficassem do tamanho de semi-gigantes, até ali estavam perfeitas, intactas e com pouco mais de três metros. Foi aí que tentou torná-las gigantes, de quatro, tornou-se um, enorme como um gigante, mas completamente desproporcional e faltará-lhe alguns dedos, partes do dorso e face. Fez este encadeamento sucessivos de atos por longos dias, um vassalo do laboratório veio lhe informar que o transplante foi um sucesso e que Hiruzen passava bem, e com "estranhos dotes" acrescentara o súdito, entretanto a concentração na criação de gigantes era mais importante no momento. Por vezes, tentou repor as partes que sempre faltavam ao humanoide, tombar tudo, e repor num instante, mas era complexo demais e necessitou longas duas semanas para que enfim conseguisse, porém este não movia-se e se o fizesse, tombava, e isto não era nada que mais um longo treino não aprimorasse. — Finalmente! Agora, ao Hiruzen... —

•••


Respirando ofegantemente estava o bravo imediato, e a cada sopro uma pequena quantidade de fogo era jorrada contra o ar. Por duas vezes mais rugiu aos céus de um outro campo de treino, o fogo em grande escala abraçou o vazio, mas consumia bastante energia do pobre coitado, estranhamente algumas poucas escamas lhe surgiam hora ou outra. — Eu dei à ele um pulmão de dragão, o único que me fora dado de presente uma vez quando fiz um grande favor para um rei de uma ilha muito distante para lá do Novo Mundo seu maldito! Mas é claro, a capacidade estranha de cuspirem fogo lhe arderia todos os órgãos e o bendito morreria, e por isto me precavi e coloquei algumas placas de tungstênio, poucas, contudo o suficiente. E para que não se queime, injetei um dos meus trunfos, injetei nele uma característica peculiar dos dragões, escamas dérmicas. Isto o tornará imune à fogo ou queimaduras se preferir. — Discursou Rauji com o ego tão inflado quanto o rancor por ter cedido ao pedido da filha.


Considere::


O Hiruzen, diferente da imunidade à venenos, terá de consumir energia para usar a habilidade de cuspir fogo da qual criarei a técnica futuramente, porém as escamas que o protegem é passiva e de vontade dele. Tentei criar alguma lógica nele poder utilizar deste artifício e como foi visto existe dragões em One Piece. Grato, e se possível, aprovem ;-;

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Nico em Ter 07 Maio 2013, 7:39 pm



UP! ~Lembrando que o aprendizado de técnicas para o Hiruzen foi reprovado~.

-----------------------------------------------------------

FRIENDSHIP:



— WE FIGHT TOGETHER —
avatar
Nico
Caçador de Recompensas

Mensagens : 1027
Pontos : 1248
Reputação : 18
Data de nascimento : 30/01/1998
Data de inscrição : 25/10/2012
Idade : 20
Localização : -X-

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Pedro L. Panigassi em Ter 07 Maio 2013, 7:46 pm

Bom, basicamente você treinou sua habilidade de moldar 'monstros' e controla-los. Em relação a essa habilidade, você conseguiu melhorar significativamente. No entanto, você não trabalhou outras habilidades, porém ganhou experiencia com o treino em si. Por isso vou considerar um aumento médio em suas habilidades.

-----------------------------------------------------------


"Niguém baterá tão forte quanto a vida. Porém, não se trata de quão forte pode bater, se trata de quão forte pode ser atingido e continuar seguindo em frente. É assim que a vitória é conquistada."

-Rocky Balboa
avatar
Pedro L. Panigassi
Civil

Mensagens : 705
Pontos : 847
Reputação : 4
Data de nascimento : 31/08/1999
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 18

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Nico Baelish] Treinamento e aprendizado de Habilidades - Akuma no Mi e Técnicas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum